O PEDRO VILLAS-BOAS
Paixão por carros clássicos

O Museu de Carros Clássicos do Pedro Villas-Boas, sócio fundador da Turaventur e meu pai, é o resultado de uma paixão de infância. Não foi com certeza por acaso que o seu individual infantil tinha bordado um Jaguar …

Foi com o Sr. Domingos, motorista da avó, que o meu pai aprendeu mecânica e carpintaria. Da mãe (minha avó) recebeu a profunda dedicação por aquilo que faz e a paixão pela natureza e aventura. Tenho a felicidade de ter herdado estas características.

Com o Sr. Domingos o pai aprendeu também a conduzir, num Austin 8, na estrada entre Barcelos e Famalicão, aos 12/13 anos. Mas já aos 10 anos tinha assistido ao Grande Prémio da Boavista, tornando-se adepto dos Jaguar. Elegeu como favorito o XK120 e coleccionava catálogos da marca e seguia os acontecimentos.

Numa visita ao seu tio Douglas, no Canadá, andou pela 1ª vez num carro da marca, e logo numa viagem de sonho: Costa a costa no Canadá, à boleia, num XK150.  Nas suas palavras “Tinha 20 anos e nem queria acreditar na minha sorte”!

Em 1965, no Canadá, com o primeiro ordenado, comprou um Triumph TR3A, em segunda mão.

Desmontado e refeito o motor, fez com o TR 3 uma viagem pan americana,  do Canadá ao México, pelo centro dos USA e com volta pela costa (Califórnia). Um mês e cerca de 15.000 km.

 

FASE TODO-O-TERRENO

Anos mais tarde o pai tornou-se um nome de referência no todo o terreno em Portugal, sendo considerado um dos “pais” da modalidade, e andava em carros menos confortáveis! Correu Portugal de Norte a Sul (sou disso testemunha, com uma infância passada aos saltos!) e explorou tudo o que havia a explorar. Nessa altura auto intitulava-se como “aventureiro de profissão e engenheiro nas horas livres”.

Em 1982 participou no Paris Dakar, num veículo Português, marca UMM. O lema era “3 à partida, 3 à chegada, e assim foi! Repetiu a participação em 84 e 87. Entretanto, participou também no Camel Trophy que terminou com a mesma pontuação da equipa vencedora (holandesa). O desempate foi feito com base no estado do carro e, como a equipa portuguesa tinha capotado, acabaram por ficar em segundo lugar!

Sócio fundador do Clube Aventura, com José Megre, organizou várias provas de TT entre as quais os TransPortugal, verdadeiras aventuras de 10 dias, percorrendo o país de lés a lés, incluindo provas de navegação por carta, trial e regularidade. As Transaharianas foram outras das grandes organizações. Consistiam em expedições de travessia do Norte de África com a duração de cerca de 1 mês, de novo sempre por caminhos, trilhos e deserto. Espectacular. Tive a sorte de participar numa (Lisboa Bissau) aos 15 anos! Houve 5 entre 1985 e 1989.


FASE TURAVENTUR

Em 1990, desafiado para promover projectos de energia renovável em Portugal,  deixa o Clube Aventura e, com a Ana Barbosa, com quem partilha já a vida, as aventuras e as 2 filhas (evidentemente, minha mãe) funda a empresa Turaventur. (Para saber mais sobre a nossa vasta experiencia na organização de aventuras e eventos basta navegar pelos nossos vários sites e ver a nossa secção QUEM SOMOS).


FASE CARROS CLÁSSICOS

Em 2005 começa a desenvolver-se o projecto dos carros clássicos. Já diziam os gregos que a perfeição é a aliança da beleza e da funcionalidade. Começam a aparecer cá por casa uns carrinhos lindíssimos, de cores chamativas e design imaculado, e a colecção começa a crescer até ao ponto de não caber na garagem. O objectivo nunca foi coleccionar, porque o Pai não é assim. Nunca foi de ficar a olhar para as coisas. Todos os carros passam por um processo de desmontagem e montagem, e peças e parafusos acumulam-se pelos cantos. Todos são usados, seja em provas, em passeio, para ir beber uma cerveja ao fim do dia ou pura e simplesmente, pelo prazer de conduzir.

A colecção foi crescendo e hoje conta com 3 dezenas de carros, entre os quais uma réplica do primeiro carro do mundo, o Benz de 1886.

Participou na 2ª edição da 1000 Mile Trial 2014, entre Londres e Edimburgo (a primeira tinha sido em 1900!), na prova Ennstal – Classic 2015, na Áustria, em vários passeios de clubes e de amigos em Portugal, e marcou presença, com as suas pérolas, em duas edições do evento Estoril Clássicos.

 

Em 2013 surge ainda mais um projecto… O PVB (como é conhecido na família e entre amigos) não pára!…

Em parceria com Miguel Côrte-Real, e com o apoio logístico da Turaventur, organizam a 1ª edição do “Mil Milhas”, que é uma espécie de TransPortugal em carros clássicos.

O passeio foi um sucesso e a 2ª edição surge em 2014, já numa sociedade entre os 3 intervenientes anteriores. A volta mantém-se por todo o país, mas por outras estradas.

Não faltando estradas nem vontade, repetimos em 2015!

Miguel Côrte-Real e o Pai entenderam em 2015 suspender a realização de mais edições face ao grande trabalho e tempo inerente à sua organização.

socios 1000 Milhas

Em 2018 a Turaventur organiza, em parceria com o Pedro Villas-Boas, um passeio privado, de 8 dias, com uma maioria de participantes estrangeiros e que acaba por tomar a alcunha de “Meals On Wheels”, dada pelo próprio grupo.

Para 2020 tínhamos previsto o lançamento de mais uma volta a Portugal, já com a nova marca PORTUGAL BEST CLASSIC. A pandemia trocou-nos as voltas mas o plano está de pé e o programa será o que se encontra na página PORTUGAL BEST CLASSIC 2021. A data será 18 de Setembro 2021.

Envie um email para [email protected] para receber sempre as novidades!

Na impossibilidade de, em 2020, organizarmos a tal volta a Portugal, fizemos uma edição de 2 dias pelo Alentejo, o Vinho, Queijo e Azeitonas Classic Cars, que juntou alguns dos participantes dos passeios anteriores.

passeio de carros clássicos 2015
Pedro Vilas Boas
Pedro Vilas Boas
Pedro Vilas Boas
Pedro Vilas Boas
Pedro Vilas Boas
Pedro Vilas Boas
Pedro Vilas Boas

Avaliações

Ainda não há avaliações.

Deixe uma avaliação.

Rating